QUATRO DÚVIDAS FREQUENTES QUANDO SE FALA DE SUSPENSÕES

A KYB, parceiro TOPCAR em sistemas de amortecedores, responde a quatro questões frequentes, quando se trata da manutenção deste elemento fundamental de segurança em qualquer carro.

Porque necessita de mudar amortcedores ao mesmo tempo que substitui as molas?

Amortecedores e molas trabalham em conjunto para manter os pneus em contacto com a estrada. Se as molas cederem, provocam um trabalho extra e desajustado aos amortecedores, e para obter o desempenho desejado da suspensão, devem ser também substituídos, sempre aos pares.

Porque as molas originais usadas são por vezes maiores do que novas que as substituem?

As molas usadas vão perdendo as suas propiedades originais e nalguns casos perdem a capacidade para se comprimir para o tamanho original.

Porque se deve verifar a geometria da suspensão após colocar molas novas?

A fadiga, desgaste e corrusão provocada nas molas, afectando o seu desempenho, obrigam a que se verifique a geometria do conjunto da suspensão, para que não se continue a produzir um desgaste continuado dos pneus e outros componentes da suspensão.

Porque são por vezes diferentes os amortecedores OE dos fornecidos pelo aftermarket?

Os amortecedores OE são desenhados de acordo com as especificações do fabricante para um novo veículo. Para o aftermarket, os amortecedores são desenhados para compensar o desgaste de outros componentes da suspensão e a KYB pretende restaurar a performance da suspensão para os parametros originais. As principais diferenças são a taragem e extensão do veio.

 

Fonte: KYB

Fecha: 
Sábado, Março 18, 2017